Criador de conteúdo freelancer: 17 passos para ser um
Ferramentas de SEO para startups
As melhores ferramentas de SEO para startups
13/09/2018
Agência de marketing digital
Agência de marketing digital: quando contratar e como escolher a melhor
26/10/2018

Criador de conteúdo freelancer: 17 passos para se dar bem na web

Ser um criador de conteúdo digital e alcançar a independência financeira como freelancer.

Em uma só frase, descrevemos o que, para muita gente, pode ser encarada como a profissão dos sonhos.

Afinal, quem não gostaria de ganhar dinheiro escrevendo para blogs, no conforto do próprio lar, ou de qualquer lugar do planeta?

Graças às atuais ferramentas de trabalho, essa é uma meta totalmente viável.

Por outro lado, ainda são poucos aqueles que conseguem viver da produção de conteúdo para web.

Neste artigo, vamos apresentar um passo a passo para você agarrar essa oportunidade.

Criador de conteúdo no trabalho

Criador de conteúdo freelancer: o que é e o que faz

Criador de conteúdo é o profissional que atua na produção de textos para web, em estratégias de marketing digital.

Ele atua tanto escrevendo artigos para blogs quanto publicações para redes sociais.

Também pode ser requisitado para a descrição de produtos em sites ou para elaborar textos para e-mail marketing, newsletters, cartas de vendas e landing pages, por exemplo.

Geralmente, ele costuma ser contratado como redator.

Assim, pode tanto integrar equipes internas de marketing em empresas quanto trabalhar por conta própria, como criador de conteúdo freelancer.

Nesse caso, não há vínculo de emprego e sua remuneração depende do quanto produzir.

Essa é uma atividade bastante requisitada, com um bom número de vagas e jobs, como são chamados os projetos para os quais produtores de conteúdo são contratados.

Em grande parte, a boa perspectiva para a profissão se ampara na valorização do marketing de conteúdo como estratégia de marcas e empresas.

Veja, por exemplo, as contribuições do estudo Content Trends 2018, realizado pela Rock Content:

  • 73% das empresas no Brasil têm uma estratégia de marketing de conteúdo
  • 61,8% das que não têm pretendem ter
  • 32,8% alegam que a falta de equipe é a principal dificuldade.

Ou seja, a demanda existe, mas também há carência de bons profissionais.

Para quem é ou pensa em entrar na carreira de criador de conteúdo, as notícias não poderiam ser melhores.

Se é o seu caso, só falta saber do que precisa para ser bem-sucedido nesse projeto.

17 passos para ser um criador de conteúdo digital

O que você vai ler a partir de agora é um check list obrigatório para não fazer feio nesse mercado e conquistar seu espaço como criador de conteúdo.

1. Saiba escrever corretamente

Pode parecer piada, mas não é.

Gostar de escrever não faz de você um redator pronto, longe disso.

Estude bastante português antes, ortografia e gramática.

Esteja apto a entregar o básico, que é um texto sem erros, com vírgulas nos seus devidos lugares e sem inventar crases.

2. Saiba dar ritmo ao texto

Não tente imitar ninguém.

Tenha o seu próprio estilo de escrita, mas garanta que ele seja agradável de ler.

As frases precisam estar conectadas umas às outras.

Do contrário, o leitor foge, seu cliente percebe e você não recebe novos jobs.

3. Seja original

Nunca copie uma frase sequer de outro texto que encontrar na web.

Na pior das hipóteses, isso é plágio. E plágio é crime.

Na melhor, é mais do mesmo, um texto igual a tantos outros.

4. Saiba adequar a linguagem à persona

As personas representam o perfil do leitor que vai ter contato com o seu texto.

Cada projeto tem suas próprias personas e é importante que você saiba adaptar sua escrita ao jeito delas se comunicarem.

Não significa usar gírias ou um vocabulário rebuscado, mas de conduzir o texto de forma a criar uma identificação do leitor com ele.

Isso você alcança não apenas com o tom de voz certo, mas trazendo exemplos que levam quem está lendo a se sentir representado ali.

5. Saiba sobre o que escrever

Há redatores generalistas, que escrevem (ou tentam escrever) sobre qualquer assunto.

Mas o mercado tem valorizado bastante os especialistas, aqueles que dominam um tema e são capazes de entregar um conteúdo de alta qualidade.

Se você não entende do mundo geek, por exemplo, melhor não se candidatar a projetos nesse nicho.

6. Agregue informações de valor

Busque o que há de mais recente para agregar valor ao seu texto.

Podem ser dados estatísticos, citações importantes, pesquisas e levantamentos.

Cheque a fonte, dê o crédito e insira o link.

7. Revise sempre. Mais de uma vez

Não quer deixar passar erros? Quer garantir que o texto está agradável aos olhos?

Então, revise mais de uma vez.

Leia a versão final em voz alta.

Faça isso e descobrirá palavras repetidas, parágrafos desconectados e alguma letrinha fora de lugar em um texto que parecia perfeito.

8. Entenda de SEO

Um criador de conteúdo costuma ser contratado para posicionar o texto do cliente no topo do Google.

E não há a menor chance de fazer isso sem saber o que é SEO (Search Engine Optimization) e dominar as suas principais técnicas.

Perca o medo. Não é nenhum bicho de sete cabeças.

9. Busque oportunidades

Existem diversas plataformas de contratação de freelancers.

As mais famosas são o 99Freelas, o Workana e o Freelancer.com.

A concorrência é numerosa, mas não assusta bons redatores.

Encontre projetos interessantes, saiba vender seu trabalho e construa uma reputação positiva.

10. Use as redes a seu favor

Facebook e LinkedIn, principalmente, podem ajudar você, mas só se você se ajudar.

Use as redes para mostrar as suas habilidades.

Deixe os memes um pouco de lado, pois ser criador de conteúdo é coisa séria.

11. Mostre comprometimento

Se você combinar um prazo com o cliente, cumpra.

Não invente desculpas. O “mimimi” só queima você.

Se tem dificuldade para gerenciar seu tempo, comece parando de procrastinar.

12. Organize-se

Não é por que você é um redator home-office que pode trabalhar de pijama ou na própria cama.

Quanto mais organizado for o seu processo de produção, mais jobs você terá e mais alta será a sua remuneração.

13. Estabeleça um preço justo

Seu preço deve ser justo para você e o cliente.

Não subestime, nem supervalorize as suas habilidades de redator.

Não sabe como precificar?

Temos aqui um artigo completo que explica passo a passo quanto cobrar por texto.

14. Apresente referências

O mercado de produção de conteúdo para web é bastante dinâmico.

Para quem contrata, pouco interessa o seu currículo, infelizmente.

O cliente quer mesmo é comprovar se você sabe escrever e tem um bom texto.

Não é preciso investir tempo em um portfólio.

Ao menos, tenha na manga links para enviar com artigos que produziu.

15. Tenha um blog

Não tem experiência anterior e nada para mostrar ao cliente?

Isso também não é desculpa.

Crie o seu próprio blog e use os textos que publicar nele como referência do seu trabalho e da qualidade dele.

Ao se dedicar ao projeto, dá até para ganhar dinheiro com ele.

16. Faça um curso de produção de conteúdo digital

Todo criador de conteúdo precisa ter a humildade de reconhecer que pode evoluir.

O seu texto sempre pode ficar melhor.

Seus conhecimentos em SEO podem ser maiores.

Seu domínio da língua portuguesa também.

Lutar contra isso só cria barreiras para trabalhar como freelancer e ganhar bem.

As dicas que você está lendo aqui são ampliadas no curso Redator Hacker, que é o único que descomplica o SEO para produtores de conteúdo e oferece ensinamentos práticos para você notar avanços claros no seu texto.

17. Seja empreendedor

A não ser que você esteja de passagem pela atividade de criador de conteúdo, veja ela como o seu negócio próprio.

Comece registrando-se como MEI (microempreendedor individual), tenha um CNPJ e emita notas fiscais.

Conforme as demandas aumentarem, tenha redatores parceiros para agregar faturamento.

Mostre uma visão empreendedora na condução da sua profissão.

Não seja um simples autônomo sem um plano ou metas.

Seja o criador de conteúdo que o mercado deseja

Você conferiu neste artigo que a atividade de criador de conteúdo é promissora.

Ao mesmo tempo, não podemos vender falsas ilusões.

Não é todo aquele que se lança como redator que tem os requisitos necessários para ser bem-sucedido.

Mas o fato de você estar aqui, buscando informações e conhecimento, é um indicativo de que está no caminho certo.

Dê o próximo passo. Seja um Redator Hacker.

Se o artigo foi útil, compartilhe em suas redes sociais. E para continuar essa conversa ou esclarecer uma dúvida, deixe seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *