Melhores programas de afiliados e como lucrar
O que é SEO em pesquisa no notebook
O que é SEO: a resposta definitiva para redatores
14/09/2017
Trabalhando com produção de conteúdo para sites e blogs
Como trabalhar com produção de conteúdo para sites e blogs
18/09/2017

Melhores programas de afiliados: como ganhar dinheiro com eles?

Se você tem um blog, precisa se juntar a um dos melhores programas de afiliados.

É simples assim, sem rodeios.

Quando se fala em transformar o que escreve em dinheiro, essa pode ser a sua principal fonte de receita.

Mas se não faz ideia sobre o que estamos falando, não se assuste.

Neste artigo, vamos explicar como funciona um programa de afiliados, que vantagens ele oferece, quais aspectos exigem a sua atenção e muito mais.

Se você quer ser remunerado produzindo conteúdo, siga a leitura.

Participante de um dos melhores programas de afiliados

Melhores programas de afiliados: como funcionam?

Fazer parte de um dos melhores programas de afiliados pode ser a chave para monetizar seu conteúdo.

Afinal, dá para ganhar dinheiro com blog, mas é preciso saber explorar todas as possibilidades que a internet oferece.

Ao longo do curso Redator Hacker, ensinamos diversas formas de transformar letras em cifras e textos em reais, dólares, euros e libras.

Mas se você ainda não teve a oportunidade de conferir as aulas, é importante ao menos saber que seu blog não precisa ficar desamparado no aspecto financeiro.

Para muitos blogueiros, inclusive, se juntar a um programa de afiliados é o que engrossa o faturamento.

Mas do que se trata e como eles funcionam?

Um afiliado é como um divulgador, um promotor de marca.

Assim, ele utiliza o seu blog, site ou redes sociais para anunciar um produto ou serviço de terceiro.

Os maiores e melhores programas de afiliados trabalham com soluções digitais, como e-books, cursos e softwares do tipo SaaS.

Apesar de fazer publicidade de graça, o afiliado é remunerado por conversão, o que pode resultar em ganhos significativos.

Tudo depende do programa ao qual ele se juntar.

Há iniciativas que pagam por cliques e outras quando uma venda é concretizada.

Em uma comparação bastante simplista, o afiliado é como um vendedor que não recebe salário, mas comissões.

Só que há uma diferença marcante, responsável por tornar a iniciativa ainda mais interessante: um afiliado não fica preso a uma marca; ele divulga quem quiser e quantos parceiros quiser.

Quer um exemplo?

Vamos supor que você tenha um blog sobre atividade física.

Então, para monetizar seu conteúdo, você se torna um afiliado e passa a divulgar no espaço infoprodutos diversos, como cursos de zumba e de musculação para iniciantes, além de livros digitais sobre alimentação saudável.

Só aí já são três parceiros e três diferentes fontes de renda.

Vale a pena ser afiliado?

Vamos combinar que essa é uma questão bastante subjetiva, pois nem todos têm a mesma forma de enxergar o tema.

Mas se você deseja uma resposta rápida, não há como negar que fazer parte de algum do melhores programas de afiliados vale a pena, sim.

Em primeiro lugar, já foi destacada a autonomia para decidir quem apoiar e quantos parceiros ter.

Em segundo, é uma fonte de renda que não implica em investimentos da sua parte, exceto por tempo, é claro.

Não podemos deixar de citar que praticamente não há riscos. O principal deles é não ter o retorno financeiro que esperava.

Esse, aliás, é um dos principais argumentos que você vai encontrar ao ler textos de blogueiros que se opõem ao modelo.

Então, você pode ganhar pouco como afiliado?

Pode até mesmo não ganhar nada.

Mas entenda que isso depende das suas escolhas e do compromisso que assume ao se tornar um afiliado.

Há programas que realmente remuneram muito pouco, pagando centavos por conversão.

Outros oferecem infoprodutos e serviços ruins em sua essência, que pouco agregam e, por isso, não são exatamente vendáveis.

E mesmo se você acertar na escolha e se tornar parceiro em um dos melhores programas de afiliados, pouco ou nada receberá em troca se esperar a monetização cair do céu.

É igual a ser ou não um freelancer de sucesso: ou você trabalha e se empenha, ou seus ganhos serão insuficientes.

Como se tornar um afiliado?

Antes de explicar como se tornar um afiliado, é importante esclarecer um ponto que talvez pareça inquietante para você.

Afinal, com tantos produtos e serviços à venda pela internet, alguns de procedência duvidosa, é seguro se juntar a um programa do tipo?

Ou você corre o risco de fazer um pacto que o desfavoreça?

O questionamento é importantíssimo, até para que possa compreender outro aspecto sobre o funcionamento da iniciativa.

Entenda o seguinte: você não terá contato algum com o proprietário daquilo que divulga.

Se vender um e-book de uma nutricionista, por exemplo, não precisará falar com ela para pedir autorização, nem para acertar os detalhes da divulgação.

Não é assim que funciona para se tornar um afiliado.

Sempre haverá um intermediador, alguém que inclusive aprova o produto ou serviço que você irá divulgar.

E entre os melhores programas de afiliados, ele sempre será uma plataforma online.

Assim, tudo ocorre de forma automatizada, desde a disponibilização da solução à venda até a criação do link exclusivo que você utilizará para divulgação.

Isso permite à ferramenta identificar por meio de qual afiliado determinada conversão foi originada.

Quer ver só como é simples se tornar um afiliado?

Confira o passo a passo a seguir.

Passo a passo para se cadastrar como afiliado

  1. Escolha um dos melhores programas de afiliados entre as plataformas disponíveis (mais à frente falaremos sobre elas)
  2. Em seguida, visite a plataforma e veja quais produtos ou serviços estão disponíveis e quem são os seus produtores
  3. Faça o cadastro e escolha quais serão os seus parceiros, ou seja, quais itens irá divulgar
  4. Automaticamente, a plataforma irá gerar um link de afiliado para você
  5. Para começar a trabalhar como um, é só divulgá-lo em seus canais, como o seu blog
  6. Sempre que ocorrer a conversão desejada, que pode ser um clique ou uma venda, isso gera informação à plataforma, que atualiza seu saldo a resgatar.

regras específicas, que variam conforme a plataforma. Por isso, é recomendado que se informe antes, principalmente sobre os formatos de remuneração do afiliado.

Como ganhar dinheiro sendo afiliado?

Qualquer um pode se tornar um afiliado, mas monetizar seu blog a partir desse tipo de programa exige algo mais do que um simples cadastro.

É justamente aí que muitos daqueles que esperam ganhar dinheiro fácil se decepcionam. Mais uma vez, cabe a comparação com o redator freelancer.

É claro que quem produz conteúdo digital gostaria de escrever de qualquer lugar do planeta. Mas essa é uma condição que não cai do céu.

Então, se o freelancer precisa batalhar para criar artigos otimizados em SEO e que alcancem o topo do Google, também um afiliado deve correr atrás dessa forma de remuneração.

Temos aí, então, a primeira condição para ganhar dinheiro com os melhores programas de afiliados: planejamento.

É imprescindível entender sobre o funcionamento do sistema, identificar boas oportunidades, saber conversar com suas personas para vender a ideia e divulgar o produto.

Depois, vem uma palavra que é chave para o próprio sucesso do blog: recorrência.

Quem não assume a condição de afiliado como um compromisso, publica quando dá, compartilha quando pode e, em troca, recebe se tiver o que receber.

Isso passa longe de monetização. Nem renda extra é.

Você precisa fazer marketing de conteúdo, usando seus posts para entregar informação relevante ao usuário e apostar na estratégia de call to action para conduzir o leitor à conversão.

E não podemos deixar de falar sobre a visão empreendedora, que é uma característica que atua como divisor de águas entre o fracasso e o sucesso do afiliado.

Além de planejar sua atuação como afiliado e de encarar o desafio com seriedade, definir metas é fundamental.

Elas estabelecem não apenas onde você quer chegar, mas o que fará para isso.

O nome disso é estratégia.

Preciso gastar para lucrar?

Você não é obrigado a investir em publicidade e pode se limitar a divulgações gratuitas a partir do conteúdo que produz em seu site, blog ou redes sociais.

Por outro lado, trabalhar com mídia paga é quase uma consequência natural da sua atuação como afiliado.

Conforme você obtém bons resultados e descobre uma fórmula que gera conversões, pode avaliar como interessante patrocinar anúncios no Google, Facebook, YouTube e Instagram, por exemplo.

Com um aporte financeiro mínimo, você pode agregar público e ampliar as conversões.

Mais cliques, mais vendas, mais ganhos.

Há quem enxergue como custo. Outros, como investimento.

5 dos melhores programas de afiliados

Agora que você já sabe bastante sobre ser um afiliado, resta identificar as plataformas que oferecem as oportunidades mais rentáveis para começar a divulgar soluções online.

Como vimos, o papel desse intermediário entre produtor e promotor é o de automatizar a relação, permitindo que as conversões sejam realizadas e controladas, garantindo ainda a remuneração de ambas as partes.

Então, quais são os melhores programas de afiliados? Vamos às opções:

Hotmart

Vamos logo começar pela cereja do bolo.

Não há dúvidas de que essa é a principal plataforma atual para o afiliado, em especial para quem deseja vender infoprodutos, como cursos e guias digitais.

A diversidade de opções e de nichos existentes é quase uma garantia de que o assunto sobre o qual escreve estará contemplado ali.

O Hotmart remunera com um percentual aplicado sobre a venda.

Conheça mais no site.

Google AdSense

A proposta do Google AdSense é diferente, pois remunera por cliques e não por vendas.

Ou seja, sempre que for gerado tráfego a partir do seu site, você ganha.

Mas, em geral, é preciso garantir muitos cliques para ter um bom faturamento.

Saiba mais no site.

Lomadee

Na Lomadee, a proposta é a de venda de produtos físicos, o que a posiciona como um dos melhores programas de afiliados nesse formato.

Um ponto positivo está na variedade de categorias.

Há artigos que se destinam a praticamente todos os públicos, como moda, turismo, literatura, eletrônicos e cosméticos.

É possível divulgar e vender também via redes sociais.

Confira mais no site.

Hotwords

É talvez o concorrente mais forte do Google AdSense, já que atua com a mesma proposta de remuneração por cliques.

Esse tipo de estratégia é interessante para sites e blogs que já contam com um bom número de acessos, lembrando que, nesse formato, a quantidade faz toda diferença.

Um ponto positivo do Hotwords está nos formatos variados de publicidade, o que permite harmonizar melhor os anúncios com seu layout e conteúdo.

Veja mais no site.

Awin

Falando em concorrência, a Awin é a principal adversária da Lomadee.

Também atuando com a venda de produtos físicos, esse programa se diferencia por oferecer outros formatos de anúncio e, principalmente, por agregar ao portfólio grandes lojas não atendidas por iniciativas concorrentes.

Para quem deseja trabalhar nesse nicho, é interessante não optar entre Awin e Lomadee, mas trabalhar com ambas.

Siga detalhes no site.

Seja um afiliado do Redator Hacker

Deixamos para o final uma última dica, mas não menos importante.

Como toda carreira digital, ser um afiliado exige encarar uma grande concorrência. Afinal, tem muita gente disputando o mesmo espaço que você.

É por isso que seu sucesso depende de encontrar um diferencial, algo que o destaque no meio da multidão.

Certamente, ser mais do mesmo em nada agrega.

Além de se juntar a um dos melhores programas de afiliados, você precisa focar em um produto cuja proposta também se diferencie dos demais.

Nada melhor, então, que atuar como divulgador de um curso inédito e exclusivo, único no Brasil, e que conta com um público-alvo enorme.

Muita gente quer viver de blog, vários outros querem ser freelancers de sucesso e todos eles encontram no Redator Hacker a oportunidade perfeita de qualificação profissional.

Você pode se tornar um afiliado e divulgador através da plataforma Hotmart.

É a sua chance de fazer o que gosta e ganhar dinheiro ajudando mais pessoas a realizar os seus sonhos.

1 Comentário

  1. sevisadi disse:

    Excelente,todos muito bons!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *