O Que É Cauda Longa No Marketing (E Como Adotar)
Growth hacker
Growth Hacker: Quem É Essa Figura Do Marketing Digital
22/10/2019

O que é cauda longa no marketing e como usá-la para voar mais alto

Se você está buscando o que é cauda longa no marketing, é provável que não tenha encontrado uma única resposta.

Afinal, o termo veio da estatística e chegou aos negócios no início dos anos 2000, até alcançar as estratégias de marketing digital atuais.

Dos gráficos de Pareto até as palavras-chave de cauda longa utilizadas no SEO marketing, o conceito percorreu um longo caminho.

Neste artigo, você vai entender exatamente o que significa cauda longa no marketing e como aplicá-la na sua estratégia de SEO.

Leia até o fim e aprenda a usar o conceito ao seu favor. 

O que é cauda longa no marketing

Para entender o que é cauda longa no marketing, precisamos revisitar o termo original “long tail”. 

O conceito vem do campo da Estatística e indica distribuições de dados classificados de forma decrescente, com uma longa cauda à direita do gráfico.

Um exemplo clássico é o diagrama de Pareto, que ordena as frequências de forma decrescente, representando o princípio de que 80% das consequências advêm de 20% das causas. 

Nos negócios, a cauda longa é usada para descrever uma tendência e estratégia de criação de nichos de consumo no varejo, em que os produtos menos populares, somados, podem gerar um valor de vendas superior ao dos poucos mais vendidos.

Já no marketing, o long tail representa as buscas por determinados termos e produtos de nicho, principalmente na internet. 

Para entender melhor, vamos analisar o gráfico abaixo:

Cauda longa no marketing

Na imagem, vemos uma distribuição clássica de cauda longa, onde a área verde representa os poucos produtos dominantes (mais procurados e mais vendidos) e a área amarela mostra os vários itens de nicho que têm menor demanda.

Como você pode notar, as duas partes têm distribuições muito diferentes, mas têm exatamente a mesma área.

Ou seja: um negócio pode prosperar vendendo uma grande variedade de produtos com baixa demanda, ao invés de apostar tudo nos produtos mais populares.

No marketing, essa lógica se aplica especialmente ao ambiente digital, onde é possível criar modelos de negócio de alta escala e baixo custo de distribuição. 

Afinal, é preciso vender muitos produtos de pouca demanda para superar os lucros dos hits de vendas, e somente as plataformas online oferecem essa possibilidade aos empreendedores.

Além disso, a cauda longa representa o nível de procura de determinados termos e produtos na internet, que direciona a segmentação de conteúdos do marketing.

Se ainda não ficou claro, não se preocupe: o próximo tópico mostra como o long tail foi da estatística ao marketing. 

Origem da cauda longa no marketing

Voltando às raízes da cauda longa no marketing, encontramos o livro A Cauda Longa: do mercado de massa para o mercado de nicho (Elsevier Brasil, 2006), escrito pelo físico norte-americano Chris Anderson.

Ele foi responsável por popularizar o termo entre as empresas e transformar o “produto de nicho” em “produto cauda longa”.

De acordo com sua teoria, a internet mudaria a lógica de consumo ao acabar com a limitação de espaço nas lojas, abrindo caminho para modelos de negócio como o da Amazon — milhares de produtos específicos ao invés de poucos populares.

Dessa forma, seria possível superar os mais vendidos com produtos de baixa demanda, se o canal de distribuição for grande o bastante. 

Inclusive, os livros vendidos pela Amazon são o exemplo principal de Anderson, uma vez que criam uma curva de demanda que leva à cauda longa.

No livro, ele cita as palavras de um funcionário da empresa sobre esse fenômeno:

“Hoje nós vendemos mais livros que não foram vendidos ontem do que os mais vendidos de ontem juntos.”

Ou seja: títulos obscuros segmentados em vários nichos de consumo podem, juntos, superar as vendas de poucos best-sellers.

Então, a tese da cauda longa determina que o futuro está na exploração dos nichos de mercado e oferta de produtos e serviços cada vez mais personalizados.

Agora sim, podemos entender melhor o que é cauda longa no marketing. 

Basicamente, os negócios online precisam atrair seus clientes por meio das ferramentas de busca.

Logo, a cauda longa é um dos pilares das estratégias de marketing digital, pois permite a segmentação avançada de conteúdos e anúncios para chegar aos nichos mais específicos. 

Aplicação da cauda longa no marketing

Ficou claro para você o que é cauda longa no marketing?

Como você deve imaginar, a principal aplicação do conceito está no marketing de busca, ou SEM (Search Engine Marketing), mas também é útil para as estratégias de marketing de conteúdo em geral.

Na área de SEM, a cauda longa se desdobra em produção de textos otimizados para SEO, com foco em geração de tráfego orgânico, e gestão de links patrocinados (mídia paga). 

Você já deve ter ouvido falar nas palavras-chave de cauda longa, ou long tail keywords, que são termos que representam uma intenção de busca mais específica dos usuários. 

Essas expressões combinam três ou mais palavras para capturar as buscas de públicos específicos, ao invés de usar termos genéricos que atingem audiências massivas.

Logo, são estratégicas para o SEO marketing, já que facilitam o ranqueamento nos resultados do Google e atraem visitantes muito mais qualificados. 

Além disso, possuem custos menores por serem menos disputadas, e tendem a gerar taxas de conversão maiores devido à segmentação avançada.

Afinal, quanto mais específico o termo de busca, maiores as chances de seu produto ser exatamente o que o consumidor procura, certo?

Outras aplicações possíveis são:

  • Buzz marketing: uso estratégico do boca-a-boca e compartilhamento de informações online em grupos específicos
  • Marketing viral: criação de conteúdos virais de baixo custo focado em nichos específicos
  • Mídias sociais: produção de conteúdo cauda longa para mídias sociais.

Como usar a cauda longa no SEO marketing

Depois de entender o que é cauda longa no marketing, o próximo passo é explorar as possibilidades dessa estratégia no SEO (Search Engine Optimization).

Acompanhe o passo a passo e domine as palavras-chave de cauda longa.

1. Conheça seu nicho-alvo

Para trabalhar com as palavras-chave de cauda longa no SEO, você precisa conhecer muito bem o público-alvo do seu site ou blog.

Como estamos falando de nichos de mercado, é importante estudar a fundo as personas desse grupo para compreender suas intenções de busca.

Assim, você conseguirá se colocar no lugar desse consumidor para planejar sua estratégia de SEO. 

2. Defina objetivos para cada página

Ao conhecer seu público, você já pode definir objetivos para o conteúdo de cada página.

Por exemplo, se você tem uma landing page descrevendo um produto específico, o objetivo será atrair potenciais consumidores com palavras-chave que detalhem suas necessidades — e levem ao produto como solução.

Da mesma forma, o objetivo de um blog post será atrair um perfil específico de consumidor que busca informações sobre um problema.

3. Faça sua pesquisa de palavras-chave

O próximo passo é imaginar quais palavras-chave de cauda longa seu público usaria para encontrar seu conteúdo.

Por exemplo, se você está vendendo uma solução para gestão de projetos, terá que ir além do óbvio e pensar em frases mais específicas como “software para gerenciar projetos na nuvem” ou “software de gestão de projetos de engenharia”. 

Mas é claro que você não pode se limitar ao achismo, pois a pesquisa é essencial para validar suas ideias. 

Para isso, você pode usar ferramentas como o Ubersuggest e Google Keyword Planner.   

Ao digitar suas ideias nessas ferramentas, você vai receber várias sugestões de palavras-chave de cauda longa e avaliar critérios como a competitividade e volume de buscas, além de ter acesso ao desempenho dos concorrentes.

Outra forma prática de encontrar essas expressões é o recurso autocompletar do Google, que mostra as tendências de busca conforme você digita as palavras. 

4. Procure oportunidades no seu site

Depois de selecionar palavras-chave de cauda longa, você também pode encontrar oportunidades no seu próprio site.

Para isso, basta utilizar ferramentas como o Google Analytics e Search Console, que vão mostrar quais conteúdos e termos despertam mais a atenção dos visitantes.

Assim, você amplia sua visão sobre as palavras-chave e pode identificar oportunidades únicas.

Outra ferramenta interessante é o Google Trends, que mostra os termos mais buscados em várias regiões do mundo.

5. Explore os dicionários de sinônimos

Pois é, os dicionários de sinônimos são grandes aliados da sua estratégia de cauda longa.

Isso porque os usuários podem usar termos que você não imagina para se referir aos seus conteúdos e produtos.

Por exemplo, um software de marketing digital pode ser procurado com os sinônimos sistema, plataforma, programa, ferramenta e várias outras possibilidades que podem capturar mais visitantes.

Então, não deixe de consultar todas as palavras relacionadas possíveis para ter ideias inovadoras — e atingir um público que sua concorrência não alcança.

6. Não exagere no tamanho

Via de regra, uma palavra-chave de cauda longa deve conter acima de três palavras — há quem defenda que o mínimo são quatro.

Na prática, não importa tanto o tamanho em número de palavras, e sim a especificidade.

Quanto mais específica a intenção da busca, mais longa é a cauda.

Porém, é importante manter o equilíbrio, pois acima de 10 palavras as possibilidades já se tornam remotas.

Por isso, nunca aposte em uma palavra-chave de cauda longa sem pesquisar sua relevância antes, mesmo que pareça uma ótima ideia. 

7. Encaixe as palavras-chave com cuidado

Por fim, você precisa ter cuidado redobrado ao encaixar as palavras-chave de cauda longa nos seus textos, pois é fundamental que elas soem absolutamente naturais.

Nada mais contraindicado para o SEO do que palavras-chave repetidas artificialmente sem nenhuma preocupação com o contexto, concordância e coerência.

Então, seus redatores precisam ter a habilidade de usar palavras-chave extensas com maestria, mantendo o alto nível de qualidade do conteúdo.

Para quem só queria descobrir o que é cauda longa no marketing, você avançou bastante, não acha? 

Então aplique seu aprendizado e invista no SEO marketing para alcançar o topo do Google.

Se precisar de ajuda, conte com a agência de conteúdo Redator Hacker para acelerar seus resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *