O que é keyword e como escolher a palavra-chave
Comprar artigos para blog
Comprar artigos para blog: onde, como e vale a pena?
19/03/2019
Palavras-chave de cauda longa
Palavras-chave de cauda longa: o que são, ferramentas e como encontrar
28/03/2019

O que é keyword e como escolher a palavra-chave certa para seu blog

Se você não sabe o que é keyword, vale ficar ligado.

Esse é um conceito decisivo para qualquer estratégia de conteúdo com o objetivo de se destacar no Google.

Neste artigo, vamos trazer a resposta e ir além, apresentando dicas para seus textos de blog alcançarem o topo.

o que é keyword

O que é keyword?

Keyword significa palavra-chave, em inglês. É o termo, expressão ou frase utilizados pelo usuário na sua pesquisa em mecanismos de busca, como o Google.

As keywords são fundamentais em projetos de conteúdo, a exemplo dos blogs.

Ao identificar as mais buscadas em sua área de atuação, uma marca ou empresa tem um elemento valioso (mas não único) para ser encontrada na web.

E não é difícil de entender por que isso acontece.

Imagine uma startup que cria um aplicativo voltado ao emagrecimento: como será que seus potenciais clientes buscam pelo produto que ela oferece?

Será que digitam “aplicativo para emagrecer” no Google? Ou, quem sabe, “app para perder peso”?

Todas essas expressões são palavras-chave. Keywords, portanto.

À primeira vista, ambas têm potencial para gerar acessos, mas uma delas pode atrair até 9.900 visitantes ao mês, enquanto a outra se limita a 880.

Significa que, por um mero jogo de palavras, a keyword ideal pode acabar desperdiçada.

Mas como saber qual palavra-chave usar? É o que vamos ensinar na sequência.

Como escolher a melhor keyword em 5 passos

Depois de entender o que é keyword, é chegada a hora de escolher as melhores para figurar em seus artigos de blog.

Graças à tecnologia, essa é uma definição não mais baseada em achismos.

Ou seja, você não precisa adivinhar quais são os termos mais buscados pelo seu público-alvo.

Mas para a estratégia ser completa e dar resultados, nada acontece sem esforço.

Veja os cinco passos fundamentais para a escolha da melhor keyword.

1. Faça um levantamento de keywords

Quais são as palavras-chave mais valiosas para o seu projeto?

Antes de identificar o valor delas, você precisa listar todas aquelas que acredita serem utilizadas nas buscas no Google.

Esse é um exercício que deve envolver mais pessoas, se possível.

Porque a pluralidade de ideias vai se refletir também no número de oportunidades identificadas.

Vale listar as chamadas head tails, que são keywords formadas por uma palavra só. Exemplo: “aplicativo”.

Também as short tails, que tem duas a três palavras. Exemplo “aplicativo para emagrecer”.

Dê atenção também às long tails, com quatro ou mais palavras. Exemplo: “melhor aplicativo para emagrecer em 2019”.

Neste primeiro passo, é importante não limitar as sugestões.

É claro que um número alto de ideias vai render esforço extra mais à frente, quando for o momento de checar o potencial de cada keyword.

Por outro lado, uma abordagem completa evita desperdiçar uma boa oportunidade de palavra-chave.

2. Analise a concorrência

Em complemento ao levantamento de keywords, ou até mesmo antes dele, você deve olhar com atenção para a concorrência.

Há ferramentas online que permitem identificar as palavras-chave usadas por concorrentes diretos, que disputam o mesmo público que o seu, oferecendo o mesmo tipo de solução.

De forma geral, basta digitar o domínio do site que quer estudar para obter uma lista de keywords usadas por ele.

Ao comparar as sugestões encontradas com aquelas levantadas no passo anterior, você dá início a um poderoso banco de palavras-chave.

Mas para gerar tráfego de verdade, sua jornada não acaba aqui.

É preciso verificar o potencial de cada keyword.

3. Verifique o potencial de cada keyword

Tanto para analisar a concorrência quanto para identificar se vale ou não investir em uma determinada keyword, você pode recorrer às mesmas ferramentas.

SEMRush e Ubersuggest são boas opções. A primeira ainda é superior, mas é paga. Já a segunda, você pode usar de graça.

Uma alternativa é experimentar a Keyword Magic Tool, recurso do SEMRush que permite 10 consultas diárias sem custos.

Além da análise de palavras-chave, todas elas também oferecem novas sugestões, considerando termos próximos ou relacionados à sua pesquisa.

Seja qual for a ferramenta a utilizar, o seu compromisso aqui é observar os seguintes aspectos em cada keyword que avaliar:

  • Volume de buscas: número aproximado de pesquisas mensais por uma determinada keyword
  • Comportamento de buscas: verifique o desempenho do termo ao longo dos últimos dias e meses para tentar identificar tendências de alta
  • Fidelidade da keyword ao seu projeto: essa é mais subjetiva, mas não menos importante. Você deve priorizar palavras-chave que vão atrair um público realmente interessado naquilo que tem a oferecer.

Quanto à fidelidade da keyword, vale um exemplo.

A tal startup do app voltado à perda de peso até pode escolher “aplicativo para emagrecer grátis” como uma de suas palavras-chave.

No entanto, se a sua solução é paga, não é exatamente o que o usuário está buscando ao digitar esse texto no Google.

Capturar a essência da busca é também uma forma de encontrar as melhores oportunidades para seu plano de conteúdo.

4. Avalie as melhores oportunidades

É chegada a hora de filtrar as keywords para se concentrar naquilo que realmente pode trazer resultados para a sua estratégia.

Sem ir a fundo nessa avaliação, muitos projetos pecam ao mirar apenas nas keywords com maior volume de buscas.

Seria ótimo ranquear em primeiro lugar no Google para aquelas com mais de 100.000 pesquisas por mês.

Mas isso não acontece por mágica, nem milagre.

Por essa razão, para projetos iniciantes, as chamadas long tails (cauda longa) tendem a funcionar bem.

Embora com potencial limitado de acessos, costumam atrair um público segmentado e qualificado.

Na prática, não só geram tráfego, como têm melhores taxas de conversão.

Só que essa também não é uma regra.

Seu compromisso, então, é analisar as melhores oportunidades, dentro do orçamento disponível.

Caso tenha maior capacidade de investimento, vale a pena mesclar no seu calendário editorial keywords do tipo head, short e long tails.

Já se o orçamento está apertado, a estratégia muda.

Mais indicado do que publicar um grande conteúdo por mês, por exemplo, é dividir o esforço em quatro artigos, um por semana, focando principalmente nas palavras-chave de cauda longa.

Tenha em mente que a frequência de publicações ajuda o blog a crescer no Google, que passa a visitá-lo mais vezes para rastrear atualizações.

5. Construa um calendário editorial

Você já sabe o que é keyword e tem agora as melhores palavras-chave para a sua estratégia.

Só falta, então, organizar o processo para explorar o potencial de cada uma delas.

Um calendário editorial nada mais é do que um cronograma de publicações em seu blog.

Pode ser construído em uma planilha no Excel ou Google Drive.

Além da keyword escolhida, insira as informações sobre volume de buscas, uma sugestão de título e datas para produção e publicação.

Vale destacar que a importância da ferramenta se estende à organização da própria estratégia.

Afinal, é no calendário editorial que você consegue ter uma visão mais ampla sobre as possibilidades de cada palavra-chave.

A partir daí, então, pode definir com segurança quais priorizar para chegar ao topo do Google e gerar importantes acessos.

E focus keyword, o que é?

Antes de concluir, vale esclarecer uma dúvida comum a quem se pergunta o que é keyword.

Afinal, focus keyword, o que é?

Se você usa o WordPress para gestão de conteúdo do blog, deve encontrar essa expressão nas configurações de publicação.

Faz referência à chamada palavra-chave em foco, que nada mais é do que a própria keyword escolhida para atacar em um determinado artigo.

Ao inserir o termo no “focus keyword” do plugin Yoast (ou “focus keyphrase”, na sua versão mais recente), ele automaticamente faz uma varredura no texto e campos SEO, ainda em rascunho, para verificar se a palavra-chave está presente onde deveria estar, entre outras análises do post.

Todos desejam um “Yoast verdinho”, o que indicaria que o artigo tem tudo o que precisa para atingir os objetivos.

Mas não é exatamente assim que funciona.

Tanto é que o Yoast já se satisfaz com 300 palavras de conteúdo, o que é insuficiente para a imensa maioria das keywords.

Suas keywords na mão de especialistas

Qual a keyword mais importante para a sua estratégia, aquela que gostaria muito de ver no topo do Google?

O que acha de traçar um plano viável para que ela alcance esse destaque?

É preciso considerar o tamanho ideal de artigo, oferecer o melhor e mais completo conteúdo para aquela busca e recorrer às melhores técnicas de SEO.

Não basta contratar um redator qualquer para isso.

Seria um erro comprar um artigo de 800 palavras para um termo concorridíssimo, como “emagrecer”, e exigir do profissional que coloque seu conteúdo na mais alta posição.

Por mais qualificado que ele seja, se errar na estratégia da palavra-chave, será um investimento mal feito, sem retorno algum.

Entenda que 95% dos usuários não vão além da primeira página do Google. Então, é nela que você deve estar.

É por isso que você precisa colocar suas keywords na mão de especialistas.

A agência Redator Hacker possui um método exclusivo que considera as palavras-chave mais importantes para o seu nicho e oferece um conteúdo superior, tanto na qualidade quanto no direcionamento para resultados.

Em parte, isso é possível por ter em seu banco de talentos os redatores mais qualificados do país.

Eles são oriundos do curso de SEO online de maior procura no Brasil, que ultrapassa a marca de 3.000 alunos.

Se você deseja saber mais sobre como produzimos conteúdo que converte e inspira, clique aqui para conhecer nossa agência.

Caso prefira, faça contato conosco ou deixe seu comentário abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *